Grupo Trapo apresenta “ O Arco da Velha Índia ” Dias 17, 18, 24 e 25 de agosto no Espaço Cênico Nosso Canto – Teatro sede do Grupo Trapo – SP

Compartilhe

A adaptação busca chegar à essência dos embates entre os protagonistas Jasão e Medeia, ainda que outros personagens do original também apareçam na releitura proposta pelo Grupo Trapo.

A nova versão da peça reverencia a cultura originária do Brasil, a nossa ancestralidade e ao sagrado, mas, também reverencia o teatro através de uma das figuras femininas mais impressionantes da dramaturgia universal.

Ficha Técnica: 
Direção e Concepção: Muriel Vitória
Com: Mariana Figueiredo, Vitor Lins, Layana Cattoni, Mayco Moreira e Marília Pacheco.
Sobre o Grupo Trapo
Grupo Trapo que completa 19 anos de trabalhos ininterruptos, volta à cena em curta temporada de estréia de “ O Arco da Velha Índia ”, espetáculo concebido e dirigido pelo jovem diretor Muriel Vitória.  Medeia é sem dúvidas a personagem feminina mais importante e fascinante da história da dramaturgia mundial. Na proposta do Grupo Trapo o mito de Medeia  insere-se  no ciclo narrativo dos povos nativos, uma homenagem a nossa ancestralidade e ao sagrado feminino, o diretor juntamente com a colaboração do ator Guilherme Maciel  baseou-se no embate entre Jasão e Medeia, fortalecendo a narrativa com imagens e ambientes que nos remetem aos povos donos da terra. Reverenciando a cultura popular e ao Teatro Clássico.   
Sobre o Nosso Canto – Teatro Sede do Grupo Trapo
Nosso Canto – Teatro Sede do Grupo Trapo  é um Espaço Cultural situado na região do Capão Redondo – Zona Sul de São Paulo, que atua diretamente com a comunidade local e parceria com grupos artístico-culturais. O espaço conta com um auditório e salas multiuso que comporta apresentações artísticas de diversas linguagens, oficinas e ensaios, tendo por destaque a programação voltada para o público infantil aos fins de semana. 
Peças de teatro, exibição de filmes e pequenos espetáculos musicais são algumas das artes mais costumeiras no local. Entre as oficinas realizadas estão o Projeto de Sonhos.
➨ Onde acompanhar a programação: através das redes sociais (Instagram @grupotrapo).
➨ Preço a depender do espetáculo ou evento.
➨ Endereço: R. Anália Dolácio Albino, 35 – PQ Maria Helena- SP (Metrô Capão Redondo – Linha Lilás)

www.grupotrapo.com.brwww.facebook.com/grupotrapowww.instagram.com/grupotrapo
Serviço
Nosso Canto – Teatro Sede do Grupo Trapo
R. Anália Dolácio Albino, 35 – PQ Maria Helena- SP ( Metrô Capão Redondo – Linha Lilás )
De 17 a 25 de Agosto de 2019
Sábados 20:30 hrs, Domingos 19h 
Gênero: Drama
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: 16 anos

Valor do Ingresso: PAGUE QUANTO PUDER
Capacidade: até 70 lugares

Histórico do Grupo/ Cia ou Artista: Grupo Trapo é um grupo de teatro da cidade de São Paulo, criado em 2000 pelo ator e diretor Muriel Vitória. Desenvolve trabalhos baseados em comportamentos humanos e cultura popular, utilizando como expressão e estética os elementos corporais pautados no Teatro de Investigação Corporal. Tem como foco montagens teatrais oferecidas a espaços populares para difundir a arte a todos os tipos de público e fomentar temas que são pertinentes na sociedade atual, mediadas principalmente, por questões que afetam a todos diretamente ou indiretamente seja nos conceitos, nas relações pessoais ou até mesmo na própria arte, na crença, na cultura popular. Atua diretamente na região do extremo sul da cidade de São Paulo. Apoia iniciativas e luta há onze anos com ações que visam o estreitamento de laços entre a arte e a sociedade.
Montagens Realizadas 

“ Abelha Rainha ”
Teatro Amadododito – São Paulo-SP _ Junho e Julho _ 2016
Teatro Municipal Arthur de Azevedo – SP _ Outubro 2017

“O Quintal da Casa de Doroty ” inspirado livremente na obra de L. Frank Baum. 
– Teatro Municipal Adelia Lorenzetti – Lençóis Paulista/SP _ 2017 
– Teatro José Goulart – Franca/SP _ 2017 
– Festival das Artes – Teatro Nósmesmos – Itu/SP _ 2017 
– Teatro Frida Kahlo – São Paulo/SP _ 2015 
– Festival de Inverno – Serra do Itapety – Mogi das Cruzes/SP _ 2015 

“O Planeta Fantástico do Principezinho” inspirado na obra de Antoine de Sant- Exupéry; 
– Teatro Municipal Adelia Lorenzetti – Lençóis Paulista/SP _ 2017 
– Teatro Mario Covas – Caraguatatuba/SP _ 2017 
– Centro Cultural Jd. Morada do Sol – Indaiatuba/SP _ 2017 
– Festival das Arte – Teatro Nósmesmos – Itu/SP _ 2017 
– Teatro Jardim Sul – São Paulo/SP _ 2016 
– Biblioteca Monteiro Lobato – São Paulo/SP _ 2015 
– Festival de Inverno – Serra do Itapety – Mogi das Cruzes/SP _ 2015 
– Sesc Piracicaba – Piracicaba/SP _ 2014 

“O Sorriso do Gato de Alice”, inspirado na obra de Lewis Carrol. Diretor: Muriel Vitória; – Teatro Municipal Adelia Lorenzetti – Lençóis Paulista/SP _ 2017 
– Teatro Mario Covas – Caraguatatuba/SP _ 2017 
– Teatro José Goulart – Franca/SP _ 2017 
– Centro Cultural Jd. Morada do Sol – Indaiatuba/SP _ 2017 
– Teatro Municipal de Barueri – Barueri/SP _ 2017 
– Circulação pelas Bibliotecas públicas na cidade de São Paulo (Biblioteca Pública Hans – – Cristian Andersen; B.P. Padre José de Anchieta; B.P. Viriato Corrêa; B.P. Belmonte;-

– B.P. Monteiro Lobato; B.P.Mário Schenberg e B.P. Álvares de Azevedo _ 2014 — Festival de Teatro da cidade de São Paulo – Teatro União Cultural – Indicação aos prêmios de: Iluminação, Figurino e Cenografia – São Paulo/SP _ 2014 
– Sesc Piracicaba – Piracicaba/SP _ 2014 

“Levi ”, de Muriel Vitória. Diretor: Muriel Vitória; 
– Teatro Oscarito – São Paulo/SP _ 2013 
– Casa de Cultura Professora Maria Bove Conegliean – Lençóis Paulista/SP _ 2015 

“Senhora Sertão, Menina”, de Muriel Vitória. Diretor: Muriel Vitória; 
– Teatro Municipal de Osasco – Osasco/SP _ 2015 
– Cine Teatro Coronel Raimundo – Santana de Parnaíba/SP _ 2014 
– Teatro Amadododito – São Paulo/SP _ 2012
“Ave, Maria”, de Muriel Vitória. Diretor: Muriel Vitória; 
– Teatro Amadododito – São Paulo/SP _ 2015 

“Salve Rainha”, de Muriel Vitória. Diretor: Muriel Vitória; 
– Teatro Amadododito – São Paulo/SP _ 2015 

“Pane no Circo”, de Muriel Vitória. Diretor: Muriel Vitória; 
– Cine Teatro Coronel Raimundo – Santana de Parnaíba/SP _ 2014 
– Casa de Cultura Professora Maria Bove Conegliean – Lençóis Paulista/SP _ 2014 
– Festival Nacional de Teatro – Congonhas/MG _ 2013 
– Teatro Amadododito – São Paulo/SP _ 2011 
– Festival Agosto d’arte – Ceu Casa blanca – São Paulo/SP _ 2009 

“O Sítio e Alice”, Baseado na obra de Monteiro Lobato. Dir. e adaptação: Muriel Vitória (2005);
– Centro Cultural Valdelice – Embu das Artes/SP _ 2005 

“Chega de Estresse”, de Muriel Vitória. Diretor: Muriel Vitória 
– Festival de teatro Ruth Escobar – São Paulo/SP _ 2003