Itaú Cultural encerra programação dedicada ao diretor Antônio Januzelli, o Janô, com a apresentação do monólogo O Porco
TEATRO

Itaú Cultural encerra programação dedicada ao diretor Antônio Januzelli, o Janô, com a apresentação do monólogo O Porco

Compartilhe

Nos finais de semana de 21 a 23 e de 28 a 30 de junho (sexta-feira a domingo), o Itaú Cultural apresenta O Porco, monólogo adaptado da obra Strategie pour deux jambons, de Raymond Cousse, interpretado por Henrique Schafer e dirigido por Antônio Januzelli. Indicado ao prêmio Shell de Melhor Ator em 2005, o espetáculo fecha a programação dedicada ao diretor, professor e ator conhecido nas artes cênicas como Janô, um dos nomes mais importantes, na atualidade, da formação teatral em São Paulo.

Nesta tradução brasileira da peça espanhola El Cerdo, de Antonio Andres Lapeña, adaptada da obra original de Cousse, Henrique Schafer interpreta um porco que, enquanto aguarda o momento em que será abatido, recorda momentos de sua vida. Na reconstituição desta trajetória, ele fala dos antepassados, da família, da condição social e dos seus desejos, em um jogo paradoxal entre o animal e o homem.

O Porco é uma peça cuja concepção está centrada na proximidade entre ator e espectador, o que inspirou muitos trabalhos desde a sua estreia”, recorda Henrique Schafer. Ele credita a força desse trabalho à dedicação de Janô, cujos projetos de direção são preparados durante anos. “Em O Porco, por exemplo, trabalhamos de 2000 a 2004 e ainda hoje voltamos a trabalhar nele a cada apresentação, em um processo contínuo de pesquisa e revelação de um método”, enfatiza.

Schafer explica que a montagem teve início quando ele participou do Laboratório das Práticas do Ator do Departamento de Artes Cênicas da USP, conduzido por Janô. O que era apenas um projeto de pesquisa acadêmica acabou se transformando em uma das peças mais celebradas do país entre 2004 e 2008, período em que ficou em temporada regular em diversas cidades brasileiras.

Das salas da USP, O Porco passou a ser apresentada em espaços teatrais de São Paulo e em outras cidades do país, como Rio de Janeiro, Florianópolis, Porto Alegre, Cuiabá, Macapá, Fortaleza, Recife, Salvador e Brasília. A peça estreou em 2004 com ótima receptividade da crítica especializada, recebendo, ainda, a indicação ao Prêmio Shell de Melhor Ator de 2005 pela atuação de Schafer. “Foi um reconhecimento à importância do trabalho do Janô, que dedicou toda a sua vida ao ensino de teatro”, destaca ele.

Sobre Janô

Antônio Januzelli é diretor, ator, professor e pesquisador das práticas do ator. Professor do departamento de Artes Cênicas da Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP) desde 1977 e professor da Escola de Arte Dramática (EAD) entre 1977 e 2002, participou da formação de grande parte de profissionais das artes cênicas em São Paulo. É ainda autor do livro A Aprendizagem do Ator, publicado pela editora Ática.

Janô também integra o núcleo criador da Cia Simples de Teatro, onde assina a direção de Se Eu Fosse Eu. Ele dirigiu os monólogos A Hora e Vez e O Porco – este último, indicado ao prêmio Shell de Melhor Ator em 2005. Foi membro do conselho editorial da Revista da ECA, membro do conselho editorial da revista do LUME-Unicamp (Universidade de Campinas) e representante do Departamento de Artes Cênicas na Asociación Ibero Americana de Escuelas Superiores de Teatro (AIEST). É bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCAMP) e formado em Artes Cênicas pela ECA-USP e pela Escola de Arte Dramática – EAD/ECA/USP, com mestrado e doutorado pela ECA-USP.

Sobre o ator

Henrique Schafer é formado em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Dedica-se a atividades artístico-pedagógicas e gestão cultural, além dos trabalhos de atuação em teatro, televisão e cinema. No teatro, além do solo O Porco, de Raymond Cousse, com direção de Antonio Januzelli, pelo qual foi indicado ao Prêmio Shell 2005, atuou também entre montagens como Afogando em Terra Firme, de Alan Ayckbourn e direção de Eduardo Muniz, sendo indicado ao Prêmio APCA de Melhor Ator; Consertando Frank, de Ken Hanes e direção de Marco Antonio Pamio, peça indicada como Melhor Espetáculo pela APCA em 2015; e, recentemente, em Sinthia, com texto e direção de Kiko Marques. Na televisão, atuou nos seriados Som e Fúria, com direção de Fernando Meirelles; A Menina sem Qualidades, dirigido por Felipe Hirsh; O Negócio, da HBO; na novela Em Família, dirigida por Jaime Monjardim; e na segunda temporada do seriado 3%, da Netflix. Já no cinema, atuou no longa O que se Move, de Caetano Gotardo e em vários curtas e médias, como As Aventuras do Homem Invisível, de Maria de Medeiros; L, de Tais Fujinaga; Coisas Frágeis, de Gustavo Fattori e Tatiana Otaka; Marulho, de Miguel Antunes Ramos; e Demônia, de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet.

FICHA TÉCNICA

Adaptação da obra Strategie pour deux jambons, de Raymond Cousse, sobre tradução

de El Cerdo, de Antonio Andres Lapeña

Tradução para o português: Eliana Teruel

Elenco: Henrique Schafer

Direção: Antonio Januzelli

Concepção cenográfica, figurino e iluminação: Henrique Schafer e Antonio Januzelli

SERVIÇO

Especial Antônio Januzelli

Espetáculo: O Porco

Com Henrique Schafer. Direção de Antonio Januzelli.

Dias 21, 22, 28 e 29 de junho (sexta-feira e sábado), às 21h

Dias 23 e 30 de junho (domingo), às 20h

Duração: 50 minutos

Classificação Indicativa: 12 anos

Sala Multiúso (Piso 2)

Capacidade: 70 lugares

Interpretação em Libras

Entrada gratuita

Distribuição de ingressos:

Público preferencial: 1 hora antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)

Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)

Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108

Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:

3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.

Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.

Itaú Cultural

Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô

Fones: 11. 2168-1776/1777

Acesso para pessoas com deficiência

Ar condicionado

www.itaucultural.org.br

www.twitter.com/itaucultural

www.facebook.com/itaucultural

www.youtube.com/itaucultural

www.flickr.com/itaucultural