MALU MARIA LANÇA DISCO DIAMANTES NA PISTA NO CENTRO DA TERRA

Com nove faixas autorais, MALU MARIA lança seu álbum de estreia Diamantes na Pista, com show dia 19 de setembro, quarta-feira, às 20 horas, no Centro da Terra. Trafegando por diferentes ritmos que vão do rock a música dançante, passando pelo carimbó e levadas balcânicas, a cantora e compositora mescla poesia e diversas sonoridades com momentos de expansão e reflexão.

A noite conta com participações das cantoras Laya e Laura Wrona que gravaram respectivamente Jardim do Éden e Amando do Espaço, além de Tatá Aeroplano, que assina a coprodução com a artista. Com guitarras psicodélicas, ritmos variados e temas que abordam o universo vivido pela compositora, Diamantes na Pista é um álbum que carrega força e lirismo.

No show de lançamento, MALU MARIA sobe ao palco acompanhada dos músicos Carlos Gadelha (guitarras), Eristhal (baixo), Rapuso (teclado) e Nath Calan (bateria). No repertório canções comoAmores ao MarCirco ParatodosDoctor StrangeloveEstradaJardim do Éden e Nosso Eclipse.

Fundadora do “Teatro de Bolso do IV Mundo”, espaço multicultural que recebe shows de diversos músicos independentes em São Paulo e faz parte da nova cena de artistas que transitam pela metrópole, MALU MARIA vive intensamente a mundo das artes em suas mais variadas vertentes. A artista encarna esse mix artístico ao trazer influências do teatro, do circo e da performance em suas criações.

Diamantes na Pista tem distribuição física e digital pela Tratore e já pode ser escutado nas principais plataformas como Youtube e Deezer.

Espaço de experimentação

As apresentações de MALU MARIA integram a programação de Música do Centro da Terra. O espaço cultural abre as portas para receber apresentações de teatro, música, dança e performance, além de trabalhos de artes visuais naquilo que mais lhe parece óbvio: o experimentar. Sem a busca por produtos definitivos ou meras apresentações circunstancias para cumprir temporadas, os artistas são convidados a construírem experiências cênicas e musicais, estéticas, dramatúrgicas, coreográficas, performáticas e conceituais.

A área de música, com curadoria de Alexandre Matias, tem a proposta de que um músico/banda se apresente nas quatro segundas-feiras de cada mês e outro faça o mesmo, mas às terças. “A ideia, o que artisticamente visa atrair músicos e público, é a criação de noites únicas, de experiências que podem ou não ser repetidas em outra oportunidade. No palco do Centro da Terra, repertório de discos como Gaya, da Tiê, e Vida Ventureira, de Tatá Aeroplano e Barbara Eugênia, foram mostrados ao vivo pela primeira vez”, conta o curador.

Sobre o Centro da Terra

O Centro da Terra é um espaço cultural independente sem fins lucrativos mantido por Keren e Ricardo Karman. Inaugurado em 2001 e reformado em 2015, suas instalações abrangem um teatro com palco italiano, um ateliê, uma praça de convivência com um café, um terraço e salas multiuso. O teatro situa-se doze metros abaixo da superfície terrestre e foi aberto, após dez anos de obras e escavações no quarto e quinto subsolos de um edifício, no bairro de Perdizes, na capital paulista. Seu nome vem da sua localização subterrânea e é, também, uma homenagem ao espetáculo Viagem ao Centro da Terra realizado, em 1992, pela Kompanhia do Centro da Terra.

 

A programação é dirigida a todos os públicos, focada em produções, apresentações e ações de formação em Música, Artes Cênicas e Visuais que priorizem a linguagem contemporânea, e que dialoguem com a pesquisa da Kompanhia do Centro da Terra. A escolha da programação é feita por uma equipe de curadores que, a partir de suas pesquisas autorais, trazem para o Centro da Terra trabalhos experimentais de artistas emergentes e/ou consagrados, lançamentos, remontagens, temporadas pós estreia e projetos especiais. O local também abriga a escola de Arte Grão do Centro da Terra, que desenvolve um curso livre em que crianças e adolescentes participam de experiências nas diversas linguagens artísticas e que tem como fundamento a liberdade de criação, a ludicidade e a participação coletiva em percursos singulares.

 

Para roteiro:

MALU MARIA – Dia 19 de setembro, quarta-feira, às 20 horas, no Centro da Terra. Músicos – Carlos Gadelha (guitarras), Eristhal (baixo), Rapuso e Nath Calan. Participação Especial – Tatá Aeroplano.Cenografia – Lia Chaia. Curadoria – Alexandre Matias. Livre. Duração – 90 minutos. Ingressos – Ingresso consciente de R$ 15,00 a R$ 50,00 (o público, consciente do trabalho envolvido para realização do espetáculo, e do valor que ele dá para vivenciar esta experiência, escolhe quanto acha adequado pagar pelo seu ingresso, de acordo com sua condição financeira).

 

CENTRO DA TERRA – Teatro – Rua Piracuama, 19 – Perdizes. Telefone – (11) 3675-1595. Capacidade – 100 lugares. www.centrodaterra.com.br.

Compartilhe!
Categories: MÚSICA