MÚSICA TEATRO

“O Crime do Século” ganha versão musical no Brasil.

Compartilhe

Até hoje, a história de Leopold e Loeb impressiona o mundo. O crime cometido pelos dois jovens em 21 de maio de 1924 em Chicago, choca por sua perspicácia e frieza. O real motivo, ocultado por um tempo, é revelado por Leopold após 30 anos de prisão, na tentativa de conseguir a liberdade condicional. Ele afirma que o único objetivo era provar que eram capazes de cometerem o crime perfeito e estarem acima da lei do homem.

Inspirados pela filosofia de Friedrich Nietzsche, ambos cometeram o que ficou conhecido mundialmente como O CRIME DO SÉCULO. Sequestraram e assassinaram, Bobby Franks, um garoto de apenas 14 anos de idade, vizinho e parente de Loeb.

Leopold escreve antes de cometer o crime: “Um super-homem (…) é, em virtude de certas qualidades superiores inerentes a ele, isento das leis comuns que regem os homens. Ele não é responsável por qualquer coisa que ele possa fazer.”

O caso serviu de inspiração para muitos autores e obras. O clássico de Hitchcock Festim Diabólico é um exemplo, assim como o filme que dialoga com o mesmo, Cálculo Mortal. Ao longo dos anos, outras obras foram inspiradas: Compulsion, romance de Meyer Levin, a peça Rope de Patrick Hamilton e ainda nos dias atuais, episódios da série Law e Order.

Encenado no Off-Broadway, “Thrill Me – The Leopold and Loeb Story” (no original), recebeu excelentes críticas e inúmeras indicações a prêmios, incluindo de Melhor Musical pelo Drama Desk Award, e já foi realizado em vários países como Coréia do Sul, Grécia, Austrália, Japão, Espanha, Alemanha, Bélgica, Escócia, Áustria, Canadá, Argentina, China e agora no Brasil.

“De tirar o fôlego. Extremamente virtuoso”, destacou o jornal The New York Times. “Um musical habilidoso e sofisticado. Emocionante”, publicou o London Evening Standard, e foi exatamente este universo fascinante que atraiu os atores idealizadores Leandro Luna e André Loddi. Deste encontro nasce o musical, que agora, ganha os palcos do teatro Porto Seguro com realização da Néctar Cultural. O espetáculo é dirigido pelo premiado diretor do Núcleo Experimental, Zé Henrique de Paula, o qual, recebeu o Prêmio APCA e Arte Qualidade Brasil por Urinal – O Musical, espetáculo de grande sucesso de público e crítica, e a Direção Musical é assinada por Guilherme Terra.

No elenco de Pacto, Leandro Luna – vencedor do Prêmio Bibi Ferreira 2016 de Melhor Ator pelo espetáculo Meu Amigo, Charlie Brown – Um Musical da Broadway, no papel do carismático Charlie Brown – interpreta Nathan Leopold, e comenta: “quando terminei de ler o roteiro pela primeira vez, fiquei em êxtase, dominado pela vontade de topar o desafio de contar essa história nos palcos, e, ao mesmo tempo, senti uma emoção e comoção muito grandes com o fato dessa história ter sido verídica, o que me instiga a pensar sobre os limites da consciência humana.” E André Loddi no papel de Richard Loeb, “Já conhecia esse musical há alguns anos, e hoje vejo como ele é único. É raro encontrar uma

obra musical com personagens e dramaturgia tão densas e complexas como ‘Pacto’.

O musical tem texto, música e letras assinados por Stephen Dolginoff. Formado pela Universidade de Nova Iorque – Tisch School Of The Arts; com bacharelado em Dramatic Writing recebeu indicação ao Drama Desk Award por melhor musical e melhor roteiro musical; indicação ao Outer Critics Circle Award por melhor musical Off-Broadway; e recebeu o prêmio de ASCAP Music Award pela produção Nova Iorquina de THRILL ME: THE LEOPOLD AND LOEB STORY, no York Theatre Company. Também escreveu e compôs o ONE FOOT OUT THE DOOR, JOURNEY TO THE CENTER OF THE EARTH e MOST MEN ARE, e contribuiu para letras das músicas de Kenward Elmslie pela produção Off-Broadway revew LINGOLAND.

FICHA TÉCNICA

Texto, Música e Letras: Stephen Dolginoff

Versão Brasileira: Leandro Luna e André Loddi

Colaboração tradução e versões: Mariana Lobato

Elenco: Leandro Luna e André Loddi

Direção: Zé Henrique de Paula

Direção Musical: Guilherme Terra

Piano: Andrei Presser

Cenário: Zé Henrique de Paula

Figurino: Minha Avó Tinha Brechó

Iluminação: Fran Barros

Preparação de Atores: Inês Aranha

Assistente de Direção: Lucas Farias

Assistente de produção: Mariana Lobato

Fotos: Caio Gallucci

Designer Gráfico: Alê Pessoa

Direção Financeira: Néctar Cultural

Assessoria de Imprensa: Morente Forte

Idealização: Leandro Luna e Andre Loddi

Produção: Luna Prodart e Néctar Cultural

Produtores: Leandro Luna, Danny Olliveira e Priscilla Squeff

Realização: Néctar Cultural

SERVIÇO:

Local: TEATRO PORTO SEGURO

Temporada: 11 de julho a 30 de agosto

Quartas e quintas às 21h

Duração: 1h20

Classificação indicativa: 14 anos

Gênero: Musical

Endereço: Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elísios, São Paulo

Valor do ingresso:

Plateia: R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia)

Balcão: R$50,00 (inteira) e R$25,00 (meia)

Frisas: R$ 40,00 (inteira) e R$20,00 (meia) Vendas: www.ingressorapido.com.br

Acessibilidade

Capacidade: 508 lugares

Bilheteria:

Horário de funcionamento: Terça a sábado, das 13h às 21h e domingos, das 12h às 19h

Telefone: (11) 3226-7310

Aceita cartões: Débito: Visa Eléctron/ Redeshop /Crédito: Amex/Visa/Mastercard/Dinners/Hipercard | Não aceita pagamento em cheque / Vale Cultura

Estacionamento: Estapar – Horário comercial para compra de ingressos a 1ª hora e meia é isenta. De segunda-feira a sexta-feira a partir das 17h30 o valor é fechado R$20,00. Todos os clientes Porto Seguro tem desconto de 50%.

Serviço de Vans:

TRANSPORTE GRATUITO ESTAÇÃO LUZ – TEATRO PORTO SEGURO – ESTAÇÃO LUZ

O Teatro Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro.

COMO PEGAR:

Na Estação Luz, na saída Praça da Luz/Rua José Paulino, vans personalizadas passam em frente ao local indicado para pegar os espectadores. Para mais informações, contate a equipe do Teatro Porto Seguro