CRIOLO FALA SOBRE SEU PROCESSO DE CRIAÇÃO EM AULA ESPETÁCULO NO SESC VILA MARIANA

6 Comments

Em DO HIP-HOP AO SAMBA: CRIOLO E SEU PROCESSO DE CRIAÇÃO, aula espetáculo, que o MC, cantor e compositor Criolo realiza dia 8 de abril, domingo, às 18 horas, no Sesc Vila Mariana, o artista compartilha com o público histórias de seu percurso como um dos expoentes da nova música brasileira.

Acompanhado do DJ DanDan e do cavaquinista Ricardo Rabelo, Criolo fala sobre suas influências, referências, processo criativo e produção do seu novo álbum, Espiral de Ilusão, primeiro disco totalmente dedicado ao samba com dez canções inéditas, sendo nove autorais.

“Sempre tive um carinho muito grande por samba e um desejo muito grande de um dia gravar um disco de samba. Música é muito forte e samba é algo muito especial pra nós, pra todo nosso povo, pra nossa cidade, pra minha família. Muita coisa me visitou e desaguou em forma de samba sem que eu pedisse. As músicas começaram a ser um martelo e um formão, que visita a carne e o coração”, conta o músico.

Sobre Criolo

Kleber Gomes, o Criolo, iniciou sua carreira em 1989. Paulistano do bairro de Santo Amaro e criado no Grajaú, o músico escreveu seu primeiro rap aos 11 anos e sua primeira canção aos 25. Criador da Rinha dos MCs, uma das festas mais autênticas do hip-hop dedicada às batalhas de improvisação, lançou em 2006 Ainda há Tempo, seu primeiro registro em estúdio com tiragem de 500 unidades. Compositor de canções contundentes e letras bem construídas, Criolo destila versos habilidosos como MC, sem necessariamente utilizar-se de rimas para tal, e profere vocais que surpreendem pela beleza e versatilidade.

De lá pra cá, conquistou mais de 15 prêmios, fez centenas de shows no Brasil e teve seus discos lançados na Europa e Estados Unidos. Autor de versos fortes e críticas sociais expressivas, já se apresentou ao lado de Caetano Veloso e Milton Nascimento, fez uma turnê e gravou um disco em homenagem à Tim Maia com Ivete Sangalo, além de ter composições registradas em álbuns de Ney Matogrosso, Tom Zé e Gal Costa.

DO HIP-HOP AO SAMBA: CRIOLO E SEU PROCESSO DE CRIAÇÃO

Dia 8 de abril, domingo, às 18 horas, no Teatro do Sesc Vila Mariana.

Com Criolo. Músico – Ricardo Rabelo (cavaquinista). DJ – DanDan. Direção Técnica – Paul Lewis. Roadie – Nino. Produção – Edu Zebu. Duração – 120 minutos. Recomendado para maiores de 12 anos. Ingressos – R$20,00 (inteira); R$ 10,00 (estudante, servidor da escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência) e R$ 6,00 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

 Estacionamento: R$ 5,50 a primeira hora + R$ 2,00 a hora adicional (Credencial Plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). R$ 12 a primeira hora + R$ 3,00 a hora adicional (outros). 200 vagas.

SESC VILA MARIANA – Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana. Telefone – (11) 5080-3000. Acesso para deficientes físicos. Horário de funcionamento da Unidade – Terça a sexta, das 7h às 21h30; sábado, das 9hàs 21h; e domingo e feriado, das 9h às 18h30. Central de Atendimento (Piso Superior – Torre A) – Terça a sexta-feira, das 9h às 20h30; sábado, domingo e feriado, das 10h às 18h30. Capacidade do Teatro – 620 lugares.  www.sescsp.org.brFacebook, Twitter e Instagram: /sescvilamariana

 

Compartilhe!

6 Reply to “CRIOLO FALA SOBRE SEU PROCESSO DE CRIAÇÃO EM AULA ESPETÁCULO NO SESC VILA MARIANA”

  1. I am curious to find out what blog system you’re using?
    I’m experiencing some minor security issues with my latest site and I would like to find something
    more secure. Do you have any suggestions?

  2. I’ve been surfing on-line greater than three hours nowadays, but I never found any fascinating article like yours.
    It is lovely value sufficient for me. In my view, if all web owners
    and bloggers made excellent content material as you did,
    the internet might be a lot more helpful than ever before.

  3. Having read this I thought it was really informative. I appreciate you finding the time and energy to put this article together.
    I once again find myself personally spending a significant amount of time both reading and commenting.
    But so what, it was still worth it!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *